Produção de Conteúdo

AG Pratique Comunicação
11.94520 4634

Atividade aborda os principais conceitos para elaboração de Máscara Teatral

Apresentação
 

Esta atividade do Polo Artístico-Cultural consiste na descrição e nos conceitos de elaboração da Máscara Teatral, bem como na discussão acerca de sua eficácia na atividade dos atores. A oficina cultural, coordenada pelo ator e professor Anselmo Dequero, é constituída por teoria e prática adquiridas a partir de cursos superiores e, principalmente, das experiências vivenciadas na profissão.

“Máscara Teatral” possui dois encontros presenciais (total de 8h de duração); haverá emissão de certificado emitido pelo Polo Artístico-Cultural para os participantes que concluírem até 80% do curso. As máscaras produzidas durante a atividade de formação cultural, assim como o material com a teoria básica distribuída nos encontros, serão disponibilizadas apenas no fim dos módulos.

A oficina cultural se propõe a discutir o conceito da máscara através dos tempos, percorrendo seu significado nas culturas tradicionais que a utilizaram em rituais. Desta forma, poderá demonstrar a aproximação entre o que ocorreu nas culturas tradicionais e no momento em que o material passou a ser utilizado em processos de ensaios de montagens teatrais ou mesmo em salas de aula.

Please reload

Atualizações

Classificação Indicativa: 14 anos.

Máscara Teatral | Definição Básica.

A oficina cultural “Máscara Teatral” se propõe a definir teoricamente e a demonstrar praticamente o processo de elaboração de máscaras teatrais. Trata-se de um conjunto de práticas destinadas para profissionais de teatro, como atores, diretores, cenógrafos e professores de Arte Dramática e Educação Artística.

O trabalho sobre o tema é bastante complexo. A atividade cultural, no entanto, irá se limitar somente a discutir o conceito básico (principalmente aos iniciantes em artes cênicas) e demonstrar o processo de construção das máscaras (neutras e expressivas) com materiais básicos, de baixo custo e de fácil manipulação.

Esta atividade entende que o trabalho de máscara não é perigoso e pode ser considerado terapêutico devido à intensa descarga de material inconsciente despejado pelos participantes durante seus primeiros contatos com o material. Apesar da constatação, ainda não é indicada a menores de 14 anos de idade.

Máscara Teatral | Programa Completo.

1º Módulo
Teoria básica sobre Máscara Teatral; confecção de máscara neutra a partir de gesso, papel jornal e papel pardo.

2º Módulo
Teoria Complementar; confecção de máscara expressiva partir de gesso, papel jornal e papel pardo.

Curta e inscreva-se no canal de humor mais abençoado do Brasil

Os melhores vídeos disponíveis para você na maior e melhor plataforma do gênero em nível mundial. Clique aqui!

"Santo Humor" tem um canal exclusivo com notícias dos bastidores

Confira o cotidiano dos artistas, as curiosidades do elenco e as gravações dos vídeos para a internet. Clique aqui!

Conheça a palestra sobre "A Conquista da Cidadania LGBTI"

“A Arte de Encantar”, oficina cultural realizada pelo ator e teatrólogo Roberto Isler, do Polo (Polo Artístico-Cultural), tem por intuito apresentar aos participantes toda base teórica da formação inicial aos contadores de histórias, bem como o desenvolvimento prático da atividade a partir de técnicas especializadas. Clique aqui!

Máscara Teatral | Coordenação.

Anselmo Dequero é graduado pelo Programa Especial em Língua Portuguesa do Claretiano Centro Universitário e em Comunicação Social (habilitação em Jornalismo) pela Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP); e pós-graduado em Política e Relações Internacionais pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Entre suas diversas atividades profissionais, já atuou como repórter, editor e coordenador de Jornalismo da Rádio Bandeirantes AM, em Campinas/SP, e do Sistema Globo de Rádio (Rádio Globo e CBN), em São Paulo/SP. Também foi editor de “País” do Jornal Tribuna, de Connecticut/EUA, além de assessor de imprensa da Polícia Militar e da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Também é pós-graduado em Artes pela Unicamp e Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica (PUC), de Campinas/SP. Na rede pública estadual de ensino, atuou como professor de Artes e Língua Portuguesa, período que antecedeu sua participação como coordenador da Oficina Cultural de Araçatuba/SP.

Anselmo Dequero apresenta aos participantes a teoria básica sobre o tema e instiga a prática de elaboração e de confecção da literatura de cordel durante a atividade cultural do Polo.

Renato Junque

Imagem de Arquivo

Informações.

Anselmo Dequero
anselmo@poloac.com.br

11.94520 4634 (São Paulo)

19.99334 8624 (Campinas)

Para ter acesso ao press release, clique aqui.

A Contação de Histórias como atividade de formação

A palestra tem por objetivo principal introduzir aos participantes as conquistas obtidas pela comunidade LGBTI, bem como contribuir para o processo de análise, compreensão e do consequente desenvolvimento de padrões de atendimento às lésbicas, aos gays, às/aos bissexuais, às/aos travestis, às/aos transexuais e às/aos intersexuais (com destaque às posturas adotadas entre os diferentes públicos e às condutas que consideram as especificações entre os membros que integram a diversidade sexual). Clique aqui!