Artesanato e história são destaques do Circuito Quilombola Paulista

 

No Estado de São Paulo existem 33 comunidades remanescentes de quilombos, em áreas que serviam de abrigo e resistência dos antigos escravos, desde o Século 17. Hoje, nessas terras reconhecidas pelo Governo do Estado (confira aqui o mapa), vivem cerca de 1,4 mil famílias que celebram a cultura de seus antepassados e produzem diferentes produtos agrícolas, com assistência técnica da Fundação Itesp, que promoveu o trabalho de regularização fundiária das terras.

A Comunidade de Ivaporunduva, no município de Eldorado, no Vale do Ribeira, sul do Estado, foi reconhecida em 1998 e titulada em 2003. Ela faz parte do Circuito Quilombola Paulista, criado em março de 2016, para desenvolver o turismo agroecológico e cultural das comunidades.

Os turistas são recebidos pela comunidade, que mantém no local uma pousada para pernoite, com café da manhã, almoço e jantar. É uma oportunidade para experimentar o modo tradicional de vida quilombola e aprofundar o conhecimento sobre uma de nossas principais tradições e raízes culturais.

Bem estruturada, a comunidade mantém monitores para atender os visitantes e orientá-los sobre a história da região e suas características, em especial as lutas que envolveram a resistência dos escravos contra os seus opressores.

Entre as atrações do local, está a igreja mais antiga da região, a Capela Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, construída no Século 17, às margens do Rio Ribeira e que é tombada pelo Condephaat, órgão de preservação do patrimônio histórico. A comunidade também produz um bonito artesanato, como bolsas, cintos e almofadas, feito com sementes e folhas de bananeira e doces preparados pelas quilombolas. O principal produto agrícola é a banana orgânica.

Há outras comunidades integrantes do Circuito Quilombola Paulista que podem ser visitadas. São elas:  Quilombo do Mandira, no Municípío de Cananéia; os Quilombos São Pedro, André Lopes, Pedro Cubas, Pedro Cubas de Cima, Sapatu, todos no Município de Eldorado; os
Quilombos da Caçandoca, da Fazenda, Camburi, no Muncípio de Ubatuba; Quilombos Cedro, Reginaldo e Ribeirão Grande, no Município de Barra do Turvo; e o Quilombo Peropava, no Município de Registro.


 

 


SERVIÇO
Circuito Quilombola Paulista

Visita à Comunidade Ivaporunduva
Agendamento de visitas: 13.98106 5573.


 

Please reload

Criatividade

Blog mostra trabalho

de artistas de rua 

Nesta sessão do site, um pequeno relato do trabalho artístico a partir de imagens captadas pelas vias das nossas cidades. Confira!

Educação

Oficinas Culturais ampliam atividades artísticas

PoloAC possui cursos de formação rápida em artes cênicas (dança e teatro) e também de comunicação (cordel e fanzine). Participe!

Documentário

Trabalho mostra ato de violência contra artista 

Material produzido em 2012 relata a trajetória de Sasha Zimmer, que foi hostilizada por publicar foto com outro homem. Assista!

Comunicação

Agência possui trabalho especializado em cultura

AG Pratique atua há seis anos na promoção e na divulgação de eventos culturais. A empresa é parceira do PoloAC. Contrate!