top of page
  • Facebook
  • Youtube
  • Instagram

contato
PoloAC | Polo Artes Cênicas
Botafogo - Campinas/SP

WhatsApp
19.98416 0818


e-mail
contato@poloac.com.br


 

Equipe do PoloAC,
CLIQUE AQUI!

 

Você sabia que é possível agendar uma visita com um dos representantes do PoloAC? Assim, poderemos apresentar nosso portfólio e discutir a melhor forma de aplicar nossos programas e projetos culturais!!!

MinC orientará em julho produtores sobre mecanismos culturais


O Ministério da Cultura (MinC), por meio do Circuito #CulturaGeraFuturo, deverá promover em julho a formação de profissionais do setor, em São Paulo. A data prevista confirmada é segunda-feira, 16 – mas poderá haver alteração. A finalidade é formar produtores culturais e gestores públicos para tratar com os mecanismos de fomento à cultura disponíveis no governo Federal. A atividade será desenvolvida em outras 27 capitais brasileiras, levando orientações sobre a Lei Rouanet, a Lei do Audiovisual, o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e outros mecanismos. Haverá também um módulo voltado para patrocinadores. "Queremos ampliar o uso dos mecanismos de fomento à cultura em todas as regiões", disse o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão (foto). Neste ano, há R$ 1,35 bilhão para a Lei Rouanet; cerca de R$ 300 milhões para a Lei do Audiovisual; e cerca de R$ 1,2 bilhão para o programa #AudiovisualGeraFuturo, via Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). Em São Paulo, o encontro do Circuito #CulturaGeraFuturo terá formato de seminário, com duração prevista de um dia. Uma equipe da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura, responsável pela gestão da Lei Rouanet, explicará como funciona este que é o principal mecanismo de fomento à cultura do país, orientando os participantes e tirando dúvidas sobre a apresentação de projetos. Depois, técnicos da Agência Nacional do Cinema (Ancine) e da Secretaria de Audiovisual (SAv) do MinC falarão sobre as oportunidades no campo do audiovisual, inclusive os novos editais do programa #AudiovisualGeraFuturo, lançados em fevereiro e março, que contam com R$ 551 milhões do FSA. Também participarão técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e de outras áreas.

bottom of page