Espetáculo sobre a trágica história de Hiroshima chega ao Castro Mendes

 

"Os Três Sobreviventes de Hiroshima", espetáculo do gênero teatro documental, que leva ao palco sobreviventes reais que contam suas histórias, ganha única apresentação em Campinas neste sábado, 1º de junho, às 20h, no Teatro Castro Mendes. No palco, três sobreviventes do primeiro ataque nuclear da história fazem seus depoimentos de uma das piores tragédias da humanidade.  São contados os momentos da explosão nuclear na cidade de Hiroshima, no Japão, em 1945, os dias seguintes e a imigração para o Brasil.

 

O espetáculo reconstrói a história do militar Takashi Morita, na época com 21 anos, e dos civis Kunihiko Bonkohara, com 5 anos, e Junko Watanabe, com 2 anos, que estavam em Hiroshima no dia do bombardeio. Em cena, eles atuam no formato de teatro documental, também conhecido como biodrama. Fotos originais e canções da época executadas pelos sobreviventes compõem o clima da apresentação.

 

Com roteiro e direção de Rogério Nagai, o espetáculo deu origem ao projeto “Sobreviventes Pela Paz”. A ideia surgiu em 2012 com pesquisas sobre a comunidade nipo-brasileira e a imigração japonesa no Brasil. Foram 12 meses de pesquisa com palestras, estudos, debates, lançamento de livro, exibição de documentários, leituras dramatizadas e apresentações teatrais. “Ainda que trate de uma tragédia, o texto traz uma reflexão sobre a paz por onde passa, com uma mensagem forte de resiliência, perdão e superação. Colocar os sobreviventes em cena é uma maneira que o projeto encontrou de mostrar a importância de propagar e manter a paz, para que acontecimentos como esse nunca mais se repitam”, ressalta Rogério Nagai, diretor do projeto.


 

Hiroshima

Em 6 de agosto de 1945, no estágio final da Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos lançaram uma bomba em Hiroshima. Três dias depois, atingiram também Nagasaki. Foram milhares de mortos e feridos, além de sobreviventes que buscaram retomar suas vidas depois da tragédia. Os números oficiais informam entre 130 e 240 mil mortos como resultado destes que foram os primeiros e únicos ataques nucleares contra civis em toda a história.

 

No Brasil, há 83 sobreviventes das bombas, todos inscritos na Associação Hibakusha Brasil Pela Paz, anteriormente chamada de Associação das Vítimas da Bomba Atômica no Brasil. Após ajuda médica e reconhecimento dado a essas pessoas, a associação passou a se dedicar também à propagação de mensagens de paz e pelo fim de armas e usinas nucleares.

 

 

SERVIÇO

Os Três Sobreviventes de Hiroshima

Com Takashi Morita, Kunihiko Bonkohara, Junko Watanabe e Rogério Nagai

Roteiro e direção: Rogério Nagai.

Local: Teatro Municipal Castro Mendes

Rua Conselheiro Gomide, 62.

Vila Industrial – Campinas/SP

Data: 01/06/2019 (sábado)

Horário: 20h

Classificação: 12 anos.

Ingressos: R$ 50 (inteira); R$ 25 (meia).

 

Please reload

Criatividade

Blog mostra trabalho

de artistas de rua 

Nesta sessão do site, um pequeno relato do trabalho artístico a partir de imagens captadas pelas vias das nossas cidades. Confira!

Educação

Oficinas Culturais ampliam atividades artísticas

PoloAC possui cursos de formação rápida em artes cênicas (dança e teatro) e também de comunicação (cordel e fanzine). Participe!

Documentário

Trabalho mostra ato de violência contra artista 

Material produzido em 2012 relata a trajetória de Sasha Zimmer, que foi hostilizada por publicar foto com outro homem. Assista!

Comunicação

Agência possui trabalho especializado em cultura

AG Pratique atua há seis anos na promoção e na divulgação de eventos culturais. A empresa é parceira do PoloAC. Contrate!