"Os Doidivanas": podcasts retratam o cotidiano de um casal de meia idade

Série de humor é resultado de pesquisa cênica do PoloAC de Campinas.

Elenco é formado por Anselmo Dequero e Kate Dias.

As extravagâncias e imprudências de um casal de meia idade, que preferiu ocupar o tempo analisando e compartilhando os fatos relacionados à vida alheia, serviram de base para a primeira série de podcasts do PoloAC, que será lançada nesta quinta-feira (06), às 20h. “Os Doidivanas” retrata a convivência de Izilda (Kate Dias) e Zoroastro (Anselmo Dequero) na tradicional Vila das Mercês. Na primeira temporada, a série de podcasts terá 13 episódios semanais – entre seis de agosto e 29 de outubro –, com média de oito minutos de duração. Os temas abordados tratam especificamente das experiências vivenciadas pelo casal de meia idade – na verdade, ambos já ultrapassaram os 60 anos –, que simplesmente decidiu ignorar os acordos de convivência (mas com bom humor). Izilda e Zoroastro são resultado do projeto de pesquisa teatral desenvolvido pelos atores para a construção de um espetáculo cômico – sem data prevista de estreia –, conforme linha definida pelo PoloAC. “A ideia é justamente demonstrar a reação de um casal de meia idade que parece não aceitar a condição de vida das demais pessoas que vivem na Vila das Mercês”, disse Kate Dias. A atriz explicou que, apesar de o tema parecer comum, a abordagem realizada em “Os Doidivanas” confere às personagens um caráter lúdico, e por vezes até bastante ingênuo, frente às diversas mudanças (principalmente comportamentais) que ocorrem em nível mundial. “Toda esta mistura garante o entretenimento e a diversão que defendemos em nosso projeto artístico”, afirmou. Primeiro Episódio No primeiro podcast, Izilda e Zoroastro discutem (e tentam entender) sobre as modernas “ferramentas on-line” utilizadas ao compartilhamento dos fatos do cotidiano da Vila das Mercês. Em “Mulher Digital”, Izilda demonstra seu desespero e sua consequente insatisfação com o fato de ter percebido que sua “ocupação” entre as moradoras tinha sido substituída por redes sociais. “Na verdade, ela não aceitou a mudança provocada pelas redes sociais, que espalham coisas e fofocas numa velocidade maior a que conseguia fazer entre as moradoras da vila; conseguia fazer quando era mais jovem, claro. E é justamente esta mudança de comportamento, da migração entre o tradicional e o tecnológico, que o primeiro episódio propõe mostrar”, complementou Kate Dias. Distribuição A série de podcasts estará disponível nas principais plataformas do gênero em nível mundial. O material também estará disponível no site do PoloAC (clique aqui), que também trará conteúdos extras – com entrevistas e curiosidades sobre a produção de “Os Doidivanas” – e, em breve, um e-book sobre a construção dos personagens e do espetáculo homônimo ainda sem data prevista de estreia.

Curta e inscreva-se no canal de humor mais abençoado do Brasil

Os melhores vídeos disponíveis para você na maior e melhor plataforma do gênero em nível mundial. Clique aqui!