top of page
  • Facebook
  • Youtube
  • Instagram

Visibilidade Trans: “Uma História para Elise” será reapresentada no sábado, 27

Entrada Franca

Cleiton Carlos, Lara Oliver e Kate Dias.

O espetáculo “Uma História para Elise”, que narra a perseguição de um oficial de justiça às mulheres trans que atuam numa boate LGBT, será reapresentado no sábado (27), às 20h, na Vila Aeroporto – Ouro Verde, em Campinas. A iniciativa, com apoio e organização de Zé Abreu, integra a programação especial em homenagem ao Dia Nacional da Visibilidade Trans – 29 de janeiro.

Nesta montagem, as artistas precisam convencer um oficial de justiça que não sabem nada sobre o paradeiro de Elise, considerada a mais popular entre as artistas de uma tradicional casa noturna. “Uma História para Elise” traz à tona as dificuldades vivenciadas por gays e mulheres trans que encontraram nas artes uma forma de sobreviver em meio ao preconceito e à violência.

“Na verdade, o oficial de justiça acredita que as artistas da boate possam ajudá-lo a esclarecer o mistério em torno do desaparecimento de Elise, que sumiu sem deixar vestígios. Mas, infelizmente, usa o ‘rigor da Lei’ para conseguir as informações. Antero da Redenção simplesmente se torna agressivo e parece não se incomodar com tanta violência”, afirma o diretor Anselmo Dequero.

No espetáculo, estão Cleiton Carlos (Albertina) e as atrizes trans Kate Dias (Campesina) e Lara Oliver (Bernardina). A montagem inédita é resultado de estudos cênicos e práticas de montagem do coletivo artístico do PoloAC (Polo Artes Cênicas), de Campinas. A apresentação de “Uma História para Elise” recebeu o apoio cultural do comerciante e líder comunitário Zé Abreu. Banco de Imagens


Visibilidade Trans

O Dia Nacional da Visibilidade Trans celebrado em 29 de janeiro alerta para as reivindicações da população transexual e travesti. O objetivo da data é celebrar o sucesso e a superação que as pessoas transgêneras e que passam pela não conformidade de gênero conquistaram ao longo dos anos. “A garantia da proteção social, no entanto, ainda é um grande desafio”, disse Lara Oliver.

De acordo com a atriz, apesar de termos assistido conquistas importantes no campo dos direitos da população trans, diariamente surgem denúncias que revelam um crescente quadro de violência e discriminação, que submetem uma parcela da população a situações constantes de risco e violação de direitos.

“Para a grande parte dessa população, todo esse cenário é somado à situação de vulnerabilidade socioeconômica e de conflitos familiares e comunitários. Além disso, a população trans e travesti enfrenta dificuldade de acesso e permanência na escola, o que gera altos índices de evasão escolar; de formação profissional para; e, principalmente, de acesso à saúde”, acrescentou a atriz.

SERVIÇO

Uma História para Elise

Data: 27/01/2024

Horário: 20h

Local: Av. Jacaúna, 2.618

Vila Aeroporto - Ouro Verde

Campinas/SP

Entrada Franca Info: 19.98416 0818

Comments


bottom of page