Produção de Conteúdo

AG Pratique Comunicação
11.94520 4634

"Uma História para Elise" terá reestreia nacional no MIS Campinas

 

O espetáculo “Uma História para Elise”, montagem inédita da Cia. B.O. de Teatro Experimental e do Polo Artístico-Cultural, será apresentado na próxima sexta-feira, 04/05, no MIS Campinas. A reestreia nacional, prevista para as 19h30, com entrada gratuita, contará com debate sobre o processo de pesquisa e de formação cênicas e também com a intervenção de artistas e integrantes da Associação da Parada e Apoio LGBT de Campinas.

A tragicomédia relata a investigação sobre o suposto sumiço de uma artista da boate da Rua XII, colocando em dúvida o contraditório depoimento de Bernardina e Campesina, duas personagens coadjuvantes da casa noturna. “O espetáculo é resultado da conclusão do primeiro módulo de estudo e prática de montagem do Curso Livre de Artes Cênicas do Polo Artístico-Cultural”, comentou Anselmo Dequero, autor e diretor do espetáculo.

De acordo com o profissional, “Uma História para Elise” retrata parte do cotidiano vivenciado por dois artistas homossexuais de uma boate cujo mistério em relação ao desaparecimento da principal personagem revela a hostilidade e a violência praticadas por um oficial de Justiça; Antero da Redenção busca por respostas, mas ignora completamente o respeito à Bernardina e à Campesina, personagens dos atores Cleiton Carlos e Ari Moura.

“Este oficial de justiça acredita que as artistas da boate possam esclarecer o mistério em torno do desaparecimento de Elise, que sumiu sem deixar vestígios. Mas, para isso, usa do dito ‘rigor da Lei’ para conseguir informações”, disse o ator Cleiton Carlos. “Antero da Redenção é agressivo e parece não se incomodar com a violência sobre Bernardina e Campesina, dois transformistas ainda em início de carreira”, completou o ator Ari Moura.

A reestreia nacional de “Uma História para Elise” conta apoio cultural da AGPratique Comunicação Social e da prefeitura de Campinas, por meio da Secretaria de Cultura e do Museu da Imagem e do Som (MIS).


Intervenções Culturais
Além do espetáculo, o Museu da Imagem e do Som também será palco no mesmo dia – sexta-feira, 04/05 – de intervenções artísticas programadas pela Associação da Parada e Apoio LGBT de Campinas. Os atores Kauê Manzani e Luiz Fernando Rojão, que interpretam Thaylla D'Swan e Suzanna Werneck, respectivamente, levarão ao público os shows de dublagens geralmente apresentados em casas e em boates destinadas ao público LGBT.


Processo de Pesquisa
A equipe de produção e os atores irão realizar, após as apresentações, a um bate-papo proposto pelo MIS Campinas referente ao processo de pesquisa e de formação do conteúdo teatral da Cia. Arte Descontrole e da Associação da Parada e Apoio LGBT de Campinas. “Esta é uma atividade comum à programação, desenvolvida há alguns anos à comunidade pelo Museu”, complementou o coordenador-geral do MIS Campinas, Alexandre Sônego de Carvalho.



Video-Release

 


SERVIÇO
“Uma História para Elise”

Texto e direção: Anselmo Dequero
Elenco: Ari Moura e Cleiton Carlos
Assistente: Luiz Fellype Ribeiro

Local: Museu da Imagem e do Som
Rua Regente Feijó, 859.
Centro – Campinas/SP
Data: 04/05/2018
Horário: 19h30
Classificação: 16 anos.
Entrada Gratuita


Informações Adicionais
Crédito de Imagem: Renato Junque.
Bastidores: PoloAC (https://goo.gl/d8bT8M)
Video-Release: YouTube (https://youtu.be/lWPKV1y-XjU)

 

Please reload

Atualizações
Please reload